quarta-feira, 13 de junho de 2018

Suiça - Atmosfera Medieval



Apesar de  darmos preferência à Natureza, temos imposto a "regra" de visitar  pelo menos uma cidade  a cada road trip e no ano de 2017  Berna, capital da Suiça e Património Mundial da UNESCO foi a escolhida.

 Fundada em 1191, Berna já era a cidade mais poderosa a norte dos Alpes, porém em 1405 um violento incêndio destruiu grande parte da urbe, a sua reconstrução começou de imediato e a madeira foi substituída por arenito, sendo hoje uma das características mais marcantes do centro histórico.
Com  seis km de Arcardas a cidade possui uma das mais longas avenidas comerciais da Europa. Ao longo, contam-se mais de cem fontes, cada uma mais bonita do que a anterior que nos contam histórias ou lendas preservando a memória dos heróis da idade média.

A Torre do Relógio _ Há que acertar o relógio e apressar a passada a fim de chegar à Torre um pouco antes de cada hora certa e assistir ao espectáculo que reúne a cada hora dezenas de pessoas. Com cerca de seiscentos anos, esta Torre,  terá servido de prisão., abaixo da mesma encontra-se um relógio astronómico que conserva o mecanismo original construído entre  ( 1527-1530)  com as suas figuras mecânicas prontas a contarem-nos uma historia.

Em torno de Berna as águas que descem dos Alpes numa tonalidade azul turquesa  formam o rio Aare e conferem uma beleza singular à cidade convidando a um passeio à beira rio.

Na  Rua Kramgasse, nº49 num modesto 2º andar,  viveu o génio da física, Albert Einstein. Hoje é Casa Museu e conserva alguns pertences do físico.

O Parque dos ursos é outra atracão da cidade, os animais possuem uma vasta área onde podem ter a sua privacidade.  Conseguimos visualizar um que, me parece, está ambientado à presença humana.

A Catedral, o Parlamento, os jardins, a Central hidráulica e muito mais  convidam a uma visita a este bonita cidade medieval.


Praça do Parlamento e Parlamento




Rio Aare, Central Hidráulica e ao fundo a Catedral 




Ponte sobre o Rio Aare



A caminho do Jardim das Rosas e do Parque dos Ursos 


Ponte Nydeggbrucke que une a parte  velha da cidade,  à parte nova


 As Arcadas 


As Fontes



A Torre do Relógio e o Relógio Astronómico 



A Catedral





Os Ursos





domingo, 3 de junho de 2018

Por terras de D'Artagnan

Auch, uma Vila com mais de 2000 anos. Capital da antiga Gasconha e terra natal do mosqueteiro D'Artagnan, um misto de guarda-costas e militar do rei Luís XIV. Imortalizado por Alexandre Dumas, no romance " Os três Mosqueteiros".


A nossa visita a esta localidade deu-se por mera coincidência  aquando o nosso road trip de 2017. Precisávamos de fazer uma breve paragem e sem saber o que nos esperava encostamos  o carro,
comemos alguma coisa e,  quando me desloquei para colocar o lixo no depósito próprio, deparei-me com uma escada monumental e no alto, a estátua de D'Artagnan.



 O que seria uma paragem de uns dez a quinze minutos tornou-se um par de horas com muita pena de não podermos estender o tempo.
A visita a este bonita Vila, ficou-se pela Catedral  e pela escadaria. Quem sabe um dia regressamos para lhe dedicar o tempo que a mesma merece.



















.


quarta-feira, 16 de maio de 2018

Um dia por Belmonte

No sopé oriental da Serra da Estrela situa-se a Vila histórica de  Belmonte, terra natal de Pedro Alvares Cabral.


Já tinha visitado Belmonte por duas vezes mas em nenhuma delas tinha dedicado o tempo e a atenção que esta maravilhosa vila merece. Desta vez, apesar de dispormos de um único dia conseguimos aproveitar muito bem o período dispensado.

Saímos bem cedo, as ruas estavam desertas, permitindo  melhor observação e captação de imagens, por outro lado o Museu dos Descobrimentos, encontrava-se ainda encerrado, ponderámos visitá-lo no regresso ao estacionamento mas tal já não aconteceu.
Instalado no Solar dos Cabrais, o Museu dos Descobrimentos.


Do lado oposto encontra-se a estátua de Pedro Álvares Cabral, obra executada por Álvaro de Brée, 1961 e terá sido inaugurada no ano de 1963.



 Pelourinho. Sobre uma base de três degraus octogonais, ergue-se uma coluna de granito composta por quatro blocos cilíndricos. No topo,  a representação de uma prensa de azeite.


Capela do Calvário do séc. XIX, situada junto ao Castelo.


Muito próxima da capela do Calvário, encontra-se a Capela de Santo António. Estima-se que tenha sido construída no séc. XVI ou XVII


Exterior do Castelo de Belmonte.

  
Castelo Medieval, tem a sua história ligada aos descobrimentos, uma vez que os seus Alcaides pertenciam à família de Pedro Alvares Cabral.


Anfiteatro do Castelo de Belmonte 


Janela Manuelina, na lateral do Castelo de Belmonte


Vista do Castelo de Belmonte. Ao longe a serra da Estrela coberta de neve. Tínhamos estado lá no dia anterior , a serra estava maravilhosa. 


Vista do castelo de Belmonte 

Capela de Santiago e Panteão dos Cabrais



Interior da Capela de Santiago


Igreja Matriz de Belmonte- Interior ( em cima) exterior ( em baixo)


Sinagoga de Belmonte