quarta-feira, 20 de janeiro de 2016

Rota das Faias


Estacionámos o carro na EN 232 à saída de Manteigas, junto à placa indicativa do trilho que estava destinado a este dia. Um dia de outono que convidava a uma caminhada por um emblemático local, nesta estação do ano. Manteigas 


Rota das Faias

Um trilho que, se percorrido nesta estação do ano leva-nos ao encontro de um mundo dourado. 
Mais que uma caminhada, é um despertar de sentidos, uma experiência inesquecível. 
Um deleite para o olhar e um tónico para a mente. 


Manteigas

Iniciamos a caminhada e pouco tempo depois temos Manteigas a nossos pés,  as cores já prometem, 
a emoção está ao rubro e ainda agora começámos


Capela de S. Lourenço

A capela está rodeada por carvalhos e no solstício de verão é possível ver nascer o sol, a partir de Manteigas, sobre S. Lourenço 


Posto de Vigia de S. Lourenço


Ponto importante e estratégico na prevenção aos incêndios, que lamentavelmente vão destruindo o que de mais belo tem o planeta.


Pinheiro de Oregon


Bosque das Faias 

As folhas tinham atingido o ideal estado de maturação  e esperava-nos um tapete de folhas secas de tonalidades maravilhosas 


Senti-me uma fada num bosque encantado


Agradeci aos céus 


Deitei-me no almofadado manto e fotografei a copa das árvores 


Desejei quedar-me aqui para sempre...
Um lugar magico


Entretanto alguém preparava o magusto 
As castanhas abundam e é permitido colhê-las neste lugar


Quase no final do trilho encontrámos o Sr. José. 
 Um pastor muito simpático .
A conversa estava animada, mas a nós esperava-nos ainda alguns Kms e a ele, a tarefa rotineira de recolher o rebanho... despedi-mo-nos  como se sempre nos tivéssemos conhecido, adoro esta gente simples. 



 O sol já ia baixo mas a vontade de abandonar este paraíso era nula


Subitamente raios de luz rasgam as nuvens proporcionando-nos  mais um momento magico.
Agradeciados, damos por terminada mais esta jornada. 

quarta-feira, 13 de janeiro de 2016

Desfiladeiro del Cares

 Estamos nos Picos da Europa, Asturias - Espanha e no ano de 2010, e, porque recordar sabe sempre bem, irão surgindo, intercalados, postagens actuais e de tempos já passados, contudo, sempre momentos inesquecíveis, plenos de aventura e boa disposição. 

Desfiladeiro Del Cares




Entre Poncebos e Caín, palmilhamos o desfiladeiro del cares.  É um percurso de 24km ( ida e volta)  onde a imponência e beleza montanhosa nos faz agradecer a vida.
Surgem-nos a cada passo,  curvas  apertadas, grutas escavadas pelo tempo na montanha e o desfiladeiro, presenteia-nos com vistas vertiginosas. E eu, não me faço rogada, de maquina em punho capto cada momento com o entusiasmo de uma criança.



Por asfalto estreito e empoeirado, contornamos a montanha, avistamos o Rio Cares e embriagados pela beleza,  aí vamos nós em romaria, percorrer a "garganta divina" ao encontro de algum "rebeco" que tem lugar cativo por estas bandas



Este estreito e sinuoso percurso, agora turístico, foi construído entre 1945/1950,  com a finalidade de servir de acesso aos trabalhadores na construção de um canal hidráulico, paralelo ao rio Cares de modo a ligar as duas povoações, Poncebos e Caín,  uma vez que a distancia percorrida de carro entre as povoações é de cerca de 100Km, por estradas sinuosas de montanha. 
Hoje, é  sem dúvida um percurso belíssimo e impressionante. Já o concretizámos duas vezes e não me importava de o repetir... 

  

 Em cada passeio que faço descubro sempre um "deus " das montanhas que zela por nós...
Um rosto de natureza que o tempo e a erosão, moldou...


 Monumento ao Rebeco


 E estamos de novo em Poncebos, após termos feito um descanso em Caín para recuperar energia e comer algo...cansados porém felizes e prontos para outra aventura,  é hora de regressar.